Categoria: férias

nas férias

Vamos Pintar na Fábrica!

Vamos Pintar na Fábrica!

 Workshops de Pintura, Desenho e colagens, ilustrações para T-Shirts.

Para crianças a partir dos 5 anos inclusive, jovens , seus pais ou familiares que queiram também um fantástico convívio com a Arte!

Esperamos por ti!

PARTICIPANTES |  Crianças, jovens , pais
DATA | Semana 1 | 2 a 6 de julho | Semana 2 | 9 a 13 de junho
HORÁRIOS | 10h30 – 12h30
CUSTO | € 12,50 /sessão (2 horas). Material incluído, excepto teloas e tintas de óleo.
DESCONTOS | Famílias: 10% no/a segundo/a irmão/irmã
INSCRIÇÕES E CONTACTOS | 933 536 305 / bluemourao@gmail.com
ORIENTADORES | Isabel Mourão
LOCAL | Atelier 27: A Reserva, Fábrica da Pólvora de Barcarena, edifício 27

Uma conversa sobre tradução e locomotivas

Uma conversa sobre tradução e locomotivas

Neste dia, o Zé vai estar na Fábrica da Pólvora para falar da Locomotiva e sobre como foi traduzir o poema de Julian Tuwim para português. Vai ser uma sessão leve e bem-disposta tanto para crianças, como para adultos. Se o público for mais adulto, o Zé vai falar sobre os bastidores do trabalho de tradução com o Gerardo Beltrán, sobre o método de trabalho, sobre os muitos versos que ficaram pelo caminho, sobre algumas manhas da tradução, sobre a tristeza de terem perdido os elefantes e as girafas do texto original, e de muito mais do que se passou nesse mês meio que levou a tradução. Se o público for mais composto por crianças, o Zé vai falar-lhes um pouco sobre o que é traduzir e sobre as suas partes preferidas do poema “A Locomotiva”. Depois vai explorar a mão-de-obra criatividade delas para o ajudarem a traduzir outros poemas de Tuwim, como o “Abecedário” e o “Rouxinol está atrasado”.


Para Quem? Todos a partir de 12 anos
Quando? 22 de julho, das 15 às 17 horas
Quanto custa? Entrada Livre
Onde? Na Oficina do Erro, na Fábrica da Pólvora, Edifício 25,
Estrada das Fontainhas | 2730-085 Barcarena
Mais informações (+351) 91 731 7022 (Marc Parchow) | ninho@qualalbatroz.pt

INSCRIÇÕES e CONTACTO | 937 837 483 | direccao@a-reserva.org

VERÃO NA FÁBRICA

VERÃO NA FÁBRICA

Propomos umas férias divertidas hilariantes e descontraídas!
As nossas oficinas estão pensadas para quebrar à seria o rigor do quotidiano escolar e vivenciar este período de descanso de uma forma descontraída mas activa!
O verão na Fábrica faz-se de momentos diferentes!

Todas as oficinas resultam num trabalho final que o participante levará para casa para partilhar com a sua família e amigos!

CALENDÁRIO

26 a 30 Junho 3 a 7 de Julho
Manhã: Oficina de Poema–Objecto
Tarde: Oficina de Cozinha
Manhã: Oficina de Imagens
Tarde: Oficina de Cozinha
10 a 14 de Julho 17 a 21 de Julho
Manhã: Stopmotion
Tarde: Oficina de Cozinha
Manhã: Stopmotion
Tarde: Oficina de Cozinha

 

OFICINAS

 
 Oficina de Cozinha
Oficina de cozinha pela criança, onde os filhos levam para casa um novo olhar sobre a refeição!
Se os pratos onde comemos fossem de papel então as nossas refeições podiam ser verdadeiros momentos de imaginação, criatividade! Os alimentos seriam como lápis ou tintas e uma refeição seria um verdadeiro momento de expressão!
Vamos descobrir novos sabores, novas texturas, cores e cheiros e depois levamos para casa e experimentamos em conjunto!
   
Oficina de Poema-Objeto Oficina de Imagens

As formas também têm um som, e o som de certa forma também ocupa espaço.
O som do meu movimento enche o espaço de palavras em forma de forma!
Oficina das impossibilidades possíveis!
 O que é uma imagem? Donde vêm as imagens e para onde vão? A imagem é natural ou fabricada?Construção de imagens através do som, da luz e do movimento!
 
Stopmotion I  Stopmotion II
Através de uma música vamos descobrir que história nos contam todos os seus sons e utilizando a técnica de stop motion transformamos essa história num pequeno filme de animação!  Traz um objecto de casa e dá-lhe uma voz e um movimento. Transforma-o num personagem de uma história contada a muitas mãos!


Informações úteis

PROGRAMAS SEMANAIS (de 2º a 6º feira)
Actividades das 10h às 17h30
Acolhimento entre as 8h30m até ás 18h
Participantes : dos 8 aos 15 anos

120€ (sem almoço) por semana
100€ ( sem almoço) para filhos de trabalhadores da C.M.O.; irmãos; inscrição em dois programas completos(2 semanas) e inscrições até 16 de Junho.

Os participantes podem trazer almoço de casa ou almoçar na cantina da Fábrica mediante o pagamento de 25€/semana. Devem trazer lanche e uma garrafa de água identificada.
Todas as sextas feiras o programa encerra com uma mostra dos trabalhos realizados aos amigos e familiares dos participantes!

Para informações mais detalhadas contacte-nos através de:
214 262 650
937 837 483
direcção@a-reserva.org

Uma conversa sobre tradução e locomotivas

Uma conversa sobre tradução e locomotivas

Neste dia, o Zé vai estar na Fábrica da Pólvora para falar da Locomotiva e sobre como foi traduzir o poema de Julian Tuwim para português. Vai ser uma sessão leve e bem-disposta tanto para crianças, como para adultos. Se o público for mais adulto, o Zé vai falar sobre os bastidores do trabalho de tradução com o Gerardo Beltrán, sobre o método de trabalho, sobre os muitos versos que ficaram pelo caminho, sobre algumas manhas da tradução, sobre a tristeza de terem perdido os elefantes e as girafas do texto original, e de muito mais do que se passou nesse mês meio que levou a tradução. Se o público for mais composto por crianças, o Zé vai falar-lhes um pouco sobre o que é traduzir e sobre as suas partes preferidas do poema “A Locomotiva”. Depois vai explorar a mão-de-obra criatividade delas para o ajudarem a traduzir outros poemas de Tuwim, como o “Abecedário” e o “Rouxinol está atrasado”.


Para Quem? Todos a partir de 9 anos
Quando? 15 de Abril, das 15 às 17 horas
Quanto custa? Entrada Livre
Onde? Na Oficina do Erro, na Fábrica da Pólvora, Edifício 25,
Estrada das Fontainhas | 2730-085 Barcarena
Mais informações (+351) 91 731 7022 (Marc Parchow) | ninho@qualalbatroz.pt

INSCRIÇÕES e CONTACTO | 937 837 483 | direccao@a-reserva.org

Duarte M. da Silva | oficina de teatro

Duarte M. da Silva | oficina de teatro

Duarte Silva provém da colheita de 1985. Consta que é uma das boas, diz-se por aí entre contos e pontos.

Em pequeno, não que tenha crescido muito, comia aletria todo o dia, se pudesse.
Adora ouvir e contar uma boa história, rir, trilhar caminhos à aventura e de observar o movimento dos pássaros enquanto está deitado numa bóia crocodilo. Dança que se farta. Dança e farta-se, mas adora.

Ator, Educador pela Arte, Mediador Cultural e Contador de Histórias.
Licenciado em Teatro pela Escola Superior de Teatro e Cinema (ESTC) – Ramo de Actores e Divadelní Fakulta Akademie Múzických Umeni (DAMU) – Departamento de Criatividade Autoral e Pedagogia.
Colaborador da Propositário Azul, Associação Artística e do Movimento Português de Intervenção Artística e Educação pela Arte (MPIAEA).

Colabora com o Centro Doutor João dos Santos – Casa da Praia no Grupo de Intervenção Lúdico-Terapêutico (GILT).
Atualmente mantém atividade como ator, locutor, performer, mediador cultural, professor de Educação pela Arte e contador de histórias. Conta participações em projetos como espectáculos teatrais, curtas-metragens, locuções/dobragens, performances, happenings e videoclips.